Sapata com lona do freio de mão Sprinter 311/312/313 95/11 Bosch

Sapata com lona do freio de mão Sprinter 311/312/313 95/11 Bosch

Lançamento

Marca: BoschModelo:Sprinter 311/312/313 95/11Disponibilidade: Imediata Referência: LS3547

Montadoras: Mercedes/Renault  

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete

Um freio hidráulico de tambor consiste num tambor (conhecido comumente como panela), fabricado geralmente de ferro fundido, tendo dentro dele duas sapatas semicirculares que contém as lonas fixas a elas. No passado, as lonas eram fabricadas em amianto, sendo atualmente normalmente construídas a partir de fibras sintéticas e outros agentes como latão, palha de aço, grafite, resina, dentre outros. No processo de frenagem, as lonas são empurradas pelos êmbolos do cilindro da roda contra o tambor, gerando o atrito. O tambor com o material de atrito, por sua vez, está ligado à roda e gira concomitantemente com ela. Obviamente, se o tambor diminuir sua velocidade ou mesmo parar, o mesmo acontecerá à roda.

O uso de duas sapatas proporciona melhor aproveitamento do material de atrito dentro do tambor e ainda o equilíbrio dos esforços nos apoios. As sapatas são classificadas de duas maneiras, segundo o sentido de seu uso. A sapata é chamada de primária quando o sentido de aplicação da força nela coincide com o sentido de rotação do tambor, com uma tendência de puxá-la contra o tambor. Isto consequentemente melhora o contato da lona com o tambor e aumentando o atrito (frenagem). Por seu turno, a sapata é secundária quando o sentido de aplicação da força nela é contrário ao sentido do tambor, com uma tendência de afastar-se do tambor, prejudicando o contato da lona com o tambor, reduzindo o atrito (frenagem).

Normalmente o freio a tambor é instalado em cada roda ou conjunto de rodas do veículo. Em geral, a eficiência de frenagem/travagem do sistema varia entre 15 à 30%. Quando os freios são novos e bem mantidos, a relação de frenagem é aproximadamente 60% dianteira e 40% traseira para veículos com tração traseira e 80% e 20% respectivamente nos veículos de tração dianteira.

Bosch:

Na divisão de tecnologia automóvel da Bosch, a unidade Automotive Aftermarket, com cerca de 14.000 colaboradores em todo o mundo, controla o fornecimento, a logística e a venda de peças de reposição para automóveis, equipamento de oficina, bem como produtos Bosch para reequipamento. Além disso, entre os seus serviços conta-se também o serviço de assistência técnica para produtos e sistemas para automóveis. 

Aplicações:

Sprinter 311/312/313 95/11

1 jogo de sapata

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Montadoras: Mercedes/Renault